Difteria

Difteria

A difteria ou crupe, causada pela bactéria Corynebacterium diphteriae, é uma doença respiratória infectocontagiosa, sua transmissão se dá através de gotículas de secreção respiratória eliminados por saliva, tosse, espirro, fala e também por compartilhamento de utensílios de indivíduos infectados.
 
SINTOMAS DA DIFTERIA
Os sintomas da Difteria são caracterizados pelo aparecimento de placas pseudomembranosas, acinzentadas e firmes, o bacilo toxigenio se aloja nas amigdalas, faringe, nariz, pele, além de outras mucosas. Compromete o estado geral do paciente, dor de garganta, mal estar, febre não muito elevada, são os principais sintomas. Casos graves há intenso edema de pescoço e inflamação dos gânglios linfáticos sendo as complicações graves a miocardite, neuropatia e insuficiência renal.
 
VACINA CONTRA DIFTERIA
A vacina contra a Difteria é a vacina Tríplice Acelular ou DTPa, que protege também contra a coqueluche e o tétano. Existem dois tipos:
 
Vacina Tríplice de Células Inteiras – produzida com a bactéria Bordetella pertussis inteira. Tem boa eficácia, porém, maior ocorrência e intensidade de efeitos adversos. Disponível nos postos públicos.
 
Vacina Tríplice Acelular – produzida com partes da bactéria Bordetella pertussis. Tem boa eficácia e diminuição da frequência e a intensidade dos efeitos adversos. Pode ser associada com as vacinas da poliomielite (Salk), o Hib (Haemophilus influenzae) e a hepatite B.
 
Deve ser administrada em 5 doses, sendo aos 2,4,6,15 meses e a quinta dose entre 4 e 6 anos de idade.

EFEITOS ADVERSOS DA VACINA CONTRA DIFTERIA
Os principais efeitos adversos da vacina contra Difteria são, dor, inchaço e vermelhidão no local da aplicação, diminuição do apetite, cansaço, irritabilidade, febre e vômito. Efeitos mais graves e raros são convulsão, choro persistente por mais de três horas, febre alta e coma.
 
Caso o paciente apresente algum sintoma mais grave, a vacinação com a DTPa deve ser descontinuada, sendo que nas demais doses, a vacina a ser utilizada deve ser a dupla infantil (DT).
 
Vacina tríplice bacteriana acelular do adulto – é indicada para a profilaxia de difteria, tétano e coqueluche em pessoas acima de dez anos de idade.
 
EFEITOS ADVERSOS DA VACINA CONTRA DIFTERIA DO ADULTO
Os efeitos adversos da vacina contra difteria do adulto mais comuns são: Vermelhidão, inchaço e dor no local de aplicação e febre (menos frequente). Mal-estar, fadiga e cefaleia também podem ocorrer.

 

 

© 2017 VACCINANDO- Todos os Direitos Reservados. -